Bahia,Brasil

O que fazer em Caraíva

Caraíva é uma comunidade litorânea e ribeirinha, na Bahia, com um vilarejo totalmente rústico e pé na areia situada entre o rio Caraíva, o Oceano Atlântico e o Parque Nacional e Histórico do Monte Pascoal.

Trata-se de um distrito no município de Porto Seguro, com população de cerca de 1000 habitantes. A vila é porta de entrada para o Parque Nacional do Monte Pascoal. O ponto que marca a chegada dos portugueses ao Brasil faz parte da Reserva Indígena Pataxó.

Não existia luz elétrica até 2007 e, quando chegou na cidade, foi feito sob a terra. Então, não espere ver fios e postes de eletricidade pela cidade.

Um parte bem interessante e bonita da região é que a cidade é banhada um lado pelo rio e do outro pelo mar, e se encontram na Barra de Caraíva.

Ecologicamente preservada, beneficia-se de diversas proteções ambientais e históricas: Área de Proteção Ambiental Caraíva-Trancoso, Zona de Reserva Extrativista Marinha (RESEX), Patrimônio da Humanidade da UNESCO, Zona de Proteção Rigorosa do IPHAN e Zona de entorno do Parque Nacional e Histórico de Monte Pascoal.

Dicas em Caraíva

Apesar do local ser simples, não se engane, porque os locais e bebidas são bem caros, muito parecidos com Jericoacoara onde, porém, as vias são um pouco mais largas e a areia é menos fofa e as duas possuem uma vibe própria.

Ruas de areia em Caraíva
Ruas de areia em Caraíva

Aí entra nossa primeira dica em Caraíva. Afinal, quando falamos que o chão é de areia, é uma areia muito fofa e não batida. Então não levem malas de rodinha, mas sim mochila para poder levar nas costas. Mas, se você só tiver a mala de rodinhas, vale a pena pegar o taxi do local que é um burro com charrete para poder levar as malas.

Táxi em Caraíva
Táxi em Caraíva

Os restaurantes e lojas possuem um horário de funcionamento, mas é bom confirmar um dia antes, porque muitas vezes podem estar fechados.

Sobre os passeios as pessoas também não possuem muito comprometimento com horário, então tente não perder a calma ou se estressar! Entrando no clima do lugar, mas confesso que tenho dificuldade com atrasos e o não comprometimento.

Em Caraíva não há bancos nem caixas eletrônicos , portanto leve seu dinheiro em local seguro para utilizar na vila. Mas todo lugar aceita cartão de débito e crédito.

Não esqueça de levar também protetor solar, óculos escuros, roupas leves, lanterna, protetor solar e repelente.

Como Chegar em Caraíva

Caraíva não é um lugar fácil de chegar pois o aeroporto mais próximo é o de Porto Seguro, cerca de 4 horas da cidade. A estrada a partir de Trancoso até Caraíva é de terra batida e bem esburacada. Isso torna a viagem bem mais longa, ainda mais se acabar pegando uma época de chuva.

Transfer

O Transfer te busca no aeroporto, atravessa a balsa até Arraial d`Ajuda ou dá para ir diretamente pela estrada até Caraíva. A balsa dependendo da época pode pegar muita fila. As balsas de Porto para o Arraial saem a cada 30 minutos.

Os valores variam de R$350 a R$450 reais, depende do carro e de quantas pessoas cabem. Essa foi a nossa opção, porém não é a mais barata. Fizemos com a AJS Tour e falamos com o Ney, nossa viagem foi excelente e sem nenhum atraso ou dor de cabeça. Estavam no local pontualmente e com plaquinha com nosso nome. Contato: (73) 99991-5635.

Pela estrada dirigir pela BR-101 até o km 769 e entrar à direita  para  entrar no Povoado de Monte Pascoal e seguir 43 km de estrada de terra até chegar em Nova Caraíva. De lá estacione seu carro e pegue uma canoa que atravessa o rio Caraíva para chegar na vila de Caraíva.

Na travessia do rio é cobrado um valor de R$7,50 por pessoa. A travessia é feita por pequenas canoas e não demora mais que 2 minutos para se chegar a outra margem.

Barco até a vila de Caraíva.
Barco até a vila de Caraíva.

Carro Alugado

Depende de qual tipo de viagem você vai estar fazendo. Se você for somente para Caraíva não indicamos, porque no local não entra carro. Mas, se você for ir parando em outras cidades pelo litoral, até que vale a pena.

Se for carro, achamos melhor optar por um carro alto, porque como já falamos a estrada para Caraíva é péssima.

Pela estrada dirigir pela BR-101 até o km 769 e entrar à direita  para  entrar no Povoado de Monte Pascoal e seguir 43 km de estrada de terra até chegar em Nova Caraíva. Dali estacione seu carro e pegue uma canoa que atravessa o rio Caraíva para chegar na vila de Caraíva.

Na travessia do rio é cobrado um valor de R$7,50 por pessoa. A travessia é feita por pequenas canoas e não demora mais que 2 minutos para se chegar a outra margem.

Ônibus

Do Aeroporto de Porto Seguro, pegue um taxi até a balsa, para atravessar até Arraial d`Ajuda que é rápida, em torno de 4 km. O trajeto leva em torno de 3h.

A Travessia da balsa sai de 30 em 30 min e leva 10 minutos, no valor de R$5,00 por pessoa.

Ao chegar em Arraial, pegue o ônibus da empresa Águia Azul até Caraíva, que sai da frente do porto de chegada da balsa. Entretanto, se programem porque os ônibus saem apenas 2 vezes por dia.

História de Caraíva

Segundo documentação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), disponível no Museu do  Descobrimento em Porto Seguro, a comunidade de Caraíva é o vilarejo mais antigo do Brasil.

Os primeiros portugueses chegaram por volta de 1530, e por aqui viviam diversas tribos indígenas, nesta região que é conhecida como “Costa do Descobrimento”.

Durante muitos anos, a comunidade viveu da pesca, que precisava ser salgada e transportada em lombo de mulas ou barcos até as cidades vizinhas para a venda.

Até início do século XX, também trabalhavam com a exploração de madeira. E nos anos 70 começou a receber turistas aventureiros explorando o lugar, e antigamente tinham que ir caminhando pela Praia de Trancoso.

Quando ir para Caraíva

Qualquer época do ano é boa para visitação em Caraíva, pois a região do sul da Bahia tem chuvas bem distribuídas ao longo do ano. Portanto não existe nenhuma época totalmente seca ou extremamente chuvosa. Isso significa que você provavelmente vai pegar sol e um pouco de chuva em qualquer época do ano.

A melhor época para viajar para Vila de Caraíva, Bahia, acontece entre a primavera e o verão, quando a possibilidade de chuva é quase nula e as praias e o vilarejo estão sempre cheios de turistas.

Entre o Réveillon e o Carnaval, a vila vai estar cheia e animada, com festas todas as noites. Portanto, se você não gosta de muita gente, não adianta escolher Caraíva para descansar, nessa época.

O que fazer em Caraíva

O melhor de Caraíva são os passeios nas praias. Nós fomos para um casamento na região e infelizmente pegamos muita chuva. Mas, mesmo assim, fizemos os passeios e fomos pegar chuva nas praias.

Barra de Caraíva

Essa foi o primeiro lugar que fomos, por ser o lugar onde o rio encontra com o mar e é lindo de se ver. Na parte do rio existem várias cadeiras e cabanas simples de madeira e teto de palha que servem vários tipos bebidas e petiscos.

Cuidado ao sentar, algumas barracas cobram para sentar e outras somente cobram os drinks. Então, pergunte antes de comprar algo, para não ser obrigado a trocar de cadeira. Nós compramos um drink da região que é feito no cacau, igual ao que tomamos em Itacaré e é muito gostoso.

Barracas na praia da Barra, em Caraíva.
Barracas na praia da Barra, em Caraíva.
Cadeiras na praia da Barra, em Caraíva.
Cadeiras na praia da Barra, em Caraíva.
Praia da Barra, em Caraíva
Praia da Barra, em Caraíva.

O casamento que fomos fica no hotel mais bonito da cidade, chamado Fazenda Boa Vista. De lá, avista-se por cima do rio encontrando com o mar e as duas vistas valem muito a pena.

Barra de Caraíva vista da Bela Vista.
Barra de Caraíva vista da Bela Vista.

Praia de Caraíva

A parte do mar na Ponta da Barra, é chamado de Praia de Caraíva. O mar muda de acordo com a maré. É uma praia extensa, que margeia toda a vila.

Praia de Caraíva.
Praia de Caraíva.

A beira da praia existem vários barzinhos e são muito charmosos e difícil de escolher em qual parar.

Restaurantes caraiva
Restaurantes caraiva

Continuando na mesma rua, para quem quiser levar uma lembrança existe uma feirinha indígena com barraquinhas e produtos produzidos na região como colares e brincos.

Barraquinha indígena
Barraquinha indígena

Existem várias lojinhas na cidade que vedem roupas, bones e saídas de praia escrito Caraíva. A que mais gostel foi a Vida Lira Caraíva que fica na Pousada Cores do Mar. Mas existem outras como O Atelier Aquarela, Caraíva Republic ( que é onde tem a foto clássica com a parede escrita “Sorria Você Esta em Caraíva”, Casa da Heglay.

Lojas em Caraíva
Lojas em Caraíva

Passeio de Buggy pela ponta do Corumbau

Achamos que o passeio tem que ser feito, mas indicamos você ter calma, porque os bugueiros costumam atrasar e até mesmo não aparecer!!! Indicamos não fechar com a pessoa e sim com a associação, porque todos os preços são tabelados. Além disso, fechando com a associação, se um guia não aparecer, eles enviam outro. Existem três associações de bugueiros na região.

Buggy pela ponta do Corumbau
Buggy pela ponta do Corumbau

Os buggys na região quem dirige ou é índio ou familiar de índio e existem três destinos de passeios:

  1. O passeio de buggy para a Ponta do Corumbau: custa R$110,00 por pessoa e é tabelado. Mas, se você for fazer sozinha aí o valor fica em R$200,00.
  2. Se você quiser fazer a reserva Pataxó Porto do Boi: uma pessoa R$160,00 e a partir de 2 pessoas fica R$80,00 por pessoa.
  3. Caraíva x Reservatório Pataxó Porto do Boi x Corumbau: uma pessoa R$300,00 e a partir de duas pessoas R$180,00 por pessoa.

O passeio para o Reservatório Pataxó fica dentro do Parque Nacional de Monte Pascoal desde 1962 e não funciona aos domingos e alguns feriados. Portanto, é melhor se informar na associação. A vila é o limite norte do Parque.

Vila de Corumbau

A vila de Corumbau fica em Prado município vizinho de Caraíva. O visual do caminho é legal, porque anda pela estrada onde dá para ver o Monte Pascoal e por uma extensa parte de praia. Os buggys param na beira do Rio Corumbau, onde tem barcos para fazer a travessia (R$10,00 por pessoa ida e volta). Na outra margem do rio, basta caminhar 1 km que é cerca de 10 a 12 minutos para chegar na Praia do Corumbau.

Como fomos em um domingo não conseguimos fazer o passeio no Reservatório Pataxó, porque estava fechado, porém lemos relatos de o passeio não ser tão legal por não ter uma estrutura de aldeia.

Barco para a Ponta do Corumbau
Barco para a Ponta do Corumbau

Onde comer na Praia de Corumbaú

Chegando no local tem que escolher um de seus restaurantes para aproveitar o dia na região, escolhemos passar o dia no restaurante Panela de Barro, porque achamos as cadeiras muito confortáveis. Na região o prato típico é o arroz de polvo (R$175,00, para duas pessoas, mas serviria até três pessoas), realmente é muito gostoso e adoramos passar o dia no local

Restaurante Panela de Barro, na Ponta do Corumbau.
Restaurante Panela de Barro, na Ponta do Corumbau.

Existem outras opções mais em conta como moqueca de camarão (R$130,00), moqueca de peixe (R$110,00), massa com polvo (R$110,00) e carne de sol com aipim e arroz (R$110,00).

Arroz de Polvo em Corumbau
Arroz de Polvo

Antes de voltar pra vila, fizemos uma parada na Prainha.

Prainha

A prainha é um manguezal e o rio faz parte do Rio Caraíva, o lugar fica mais pra cima, longe do encontro do Rio com o Mar. No dia que fomos estava com neblina e não conseguimos ver o por do sol, mas nosso guia falou que é o lugar mais bonito.

No verão podem ser feitos passeios de canoa e a descida de bóia pela correnteza do rio.

Antes da pandemia abriram um Bar que só abre no verão, chamado Busca Vida Caraíva, porque na vila mesmo não pode tocar música eletrônica e esse bar tocava, mas estava desmontada e com previsão de reabrir no verão, mas nada confirmado.

Outra maneira de chegar na Prainha é de barco rio acima ou caminhando 20 minutos no sentido do bairro Xandó (1,5 km por estradinha de areia) para curtir o pôr do sol.

Prainha, Caraíva.
Prainha, Caraíva.

Passear pela vila

A vila é ótima para muitas fotos coloridas pra guardar de recordação. A pintura azul típica da vila, que você vai encontrar em cada esquina, é feita pela Duca, uma pessoa conhecida em Caraíva. Ela também possui um ateliê-restaurante que serve ótima comida vegetariana (com algumas opções veganas) e serve café da manhã e almoço. mas acabamos não conhecendo.

Canto da Duca em Caraíva
Canto da Duca

Existem placas e casas coloridas espalhadas em todo o lugar. No centro também possui a Igreja

A Igreja de São Sebastião foi construída com óleo e ossos de baleia, além de conchas, pedras e areia, é tombada pelo patrimônio histórico e é uma das mais antigas do Brasil.

Igreja de São Sebastião
Igreja de São Sebastião

Outras dicas em Caraíva

Existem duas praias que por causa do mal tempo e do nosso voo sofrer alteração de horário para 8 horas mais cedo não conseguimos conhecer duas praias que vamos deixar a dica para vocês e colocaria na lista, mas são de difícil acesso, porque para ir a pé são longas caminhadas.

As fotos foram tiradas por um amigo meu da corrida, o Silvio, que foi uma semana depois! Obrigada pelas fotos!

Praia do Satu

A Praia de Satu fica a 3 km da vila de Caraíva. Para chegar lá caminhando, basta pegar uma canoa saindo da vila, na Praia da Barra e atravessar para o outro lado e seguir caminhando pela margem, sentido Trancoso. Além disso, existem também a opção de pegar uma lacha ou um taxi na região. Falam que a praia é linda e vale a pena passar o dia ou aproveitar para conhecer a Praia do Espelho.

Esse passeio só pode ser realizado na maré baixa, então não esqueça de olhar a tábua das mares.

Praia do satu em caraiva
Praia do Satu

Praia do Espelho

A praia do Espelho fica a aproximadamente 9km da Vila de Caraíva. Apesar de distante, dá para ir caminhando, por uma trilha no alto das falésias, de ônibus, lancha ou táxi, depende do quanto você pode gastar.

Sobre o ônibus fique atento com o horário, que é por volta das 17h. Além disso, o ponto de ônibus fica a mais ou menos 1,5km da praia, próximo a entrada do Condomínio Outeiro das Brisas, além disso cuidado no caminho com assaltos que ocorrem na região.

Tem piscinas naturais durante a maré baixa, coqueiros e alguns bares, restaurantes e hotéis a beira-mar. Não é um lugar barato, mas é lindo e vale a pena conhecer e tem que ir com sol para ver o céu refletir na água e por isso a praia é chamada de Espelho, portanto chuva e tempo nublado a cor da água fica marrom, não conseguindo ver assim a beleza do lugar.

Onde Comer em Caraíva

Caraíva possui restaurantes para todos os gostos. O mais famoso de todos que era considerado o melhora da região era o Jacarandá, e estava super animada para provar, mas ele fechou.

Vou escrever sobre a nossa experiência de restaurantes na região.

Restaurante Odara Caraíva

O Odara (instagram) é a grande promessa para o verão o restaurante é novo e já figura entre os melhores do vilarejo, serve drinks elaborados e pratos lindos de cozinha contemporânea. Destaque para o peixe na telha (R$75,00) que achamos maravilhoso e para o polvo Odara (R$88,00).

Existem duas opções de sobremesa a mousse de chocolate belga com praliné salgado de castanha de caju e geleia de amora (R$24,00) que foi a que escolhemos e estava maravilhosa e a Cocada Bullée (R$25,00).

Restaurante Odara, em Caraíva.
Restaurante Odara

Boteco do Pará.

O Boteco do Pará (instagram) com mesas ao ar livre, na sombra das árvores, lindos lustres pendurados árvores e está sempre lotado. É famoso pelo pastel de arraia (R$12,00) e pela cerveja da casa artesanal IPA (R$30,00) . Concorrido no pôr do sol, pois fica às margens do rio.

Possui outros pratos como: moquecas (variando de R$130,00 – peixe até R$170,00- polvo), peixe na telha (R$190,00) e bobó de camarão (R$125,00) , que servem até 3 pessoas.

Pastel de Arraia, no Boteco do Pará, em Caraíva.
Pastel de Arraia, no Boteco do Pará

Gabriela Bar e Panela (Tapioca Caraíva)

A Tapioca Caraíva mudou de nome e agora chama Gabriela Bar e Panela (instagram) e além das famosas tapiocas da região agora também servem pratos.

Pedimos a tapioca Maní (R$27,00) que vem com camarão e Sertão (R$27,00) com carne seca e queijo coalho que foi a que mais gostamos e uma doce a Azedinho Doce (R$25,00) de doce de leite com raspas de limão que estava deliciosa!

Os pratos existem diversas variedades de strognoff (R$45,00) e panelinhas com baião de dois (R$45,00), Galinhada (R$45,00), Arroz do Mar (R$60,00), e ainda com opções de macarrão e pizza.

Tapiocas Gabriela Bar e Panela, em Caraíva.
Tapiocas Gabriela Bar e Panela

Beco da Lua

No Beco da Lua tem um lugar ótimo para tomar um gin, indicamos ir conhecer o local.

Gin, no Beco da Lua, em Caraíva.
Gin, no Beco da Lua

Você também pode gostar...

1 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.