Jalapão - Fervedouro
Brasil,Destaques,Jalapão,Tocantins

Jalapão em 5 dias inesquecíveis

Informações Gerais sobre o Jalapão

O nome Jalapão é por causa de um tubérculo de nome Jalapa que tem muito na região e tem fins medicinais.

Jalapão é o paraíso dos fervedouros que é a nascente de um rio subterrâneo que não tem como ter a vazão da água formando assim uma espécie de piscina.

Uma rocha impermeável que não oferece vazão para o lençol freático abaixo e quando a água nasce a pressão é tão grande que empurra a areia para cima, assim não deixando as pessoas afundarem.

Estima-se que na região possuam mais de vinte fervedouros, entretanto somente dez são abertos para visitação.

Uma observação sobre os passeios em fervedouros é que todos tem número calculado de pessoas para entrar e tempo limitado, mas se não tiver ninguém esperando você pode aproveitar o lugar sem se preocupar.

São cinco cidades que fazem parte do Jalapão: Ponte Alta, Mateiros, São Félix, Rio da Conceição e Lizarda, mas só os três primeiros tem atrações turísticas.

Nossa Viagem para o Jalapão

Vou mostrar nossa viagem em dias para mostrar o que pode ser feito, porque o Jalapão é enorme e para ir de uma cidade até a outra é longe. Além disso, as estradas de interligação não são asfaltadas.

Nosso roteiro foi de 5 dias e contratamos o Paulo da Rota das Araras da Rajalapão, mas o mesmo teve um contratempo. Sendo assim, fizemos a nossa viagem com Elizeu.

O Elizeu é uma pessoa sensacional e super indicamos fazer o passeio com ele, porque o mesmo é amável, tem uma ótima conversa. Além disso, ele nasceu e cresceu na região e, como resultado, conhece todos os lugares, caminhos além da flora e fauna.

Nós conseguimos com o Paulo personalizar o nosso roteiro e indicamos você a fazer o mesmo, porque os roteiros são curtos e a região tem muito a ser explorada.

Os pacotes são fechados com estadias e comida, mas as bebidas não são incluídas.

Primeiro dia no Jalapão

Primeiramente, saímos de Palmas rumo as atrações turísticas e logo fomos visitar a Lagoa do Japonês.

Lagoa do Japonês

  • Da mesma forma que a maioria das atrações, é uma propriedade particular.
  • Rio verde que acessa a gruta e o deck.
  • Barco que faz o trajeto de 5 min, mas é possível ir nadando.
  • Existe estrutura com banheiro, troca de roupa e restaurante.
  • Tirolesa de 300 m.
  • Conforme as orientações está funcionando das 8 às 18 hs.

Simplesmente imperdível pela transparência na água e a gruta também é linda de se ver e indicamos levar um sapato para andar na água, porque as pedras no fundo cortam o pé.

Por mais que pareça estranho a lagoa não faz parte do Jalapão e está localizada no município de Pindorama.

Lagoa do Japonês Jalapão
Jalapao – Lagoa do Japonês

Pedra Furada no Jalapão

  • Propriedade particular.
  • Carros param próximos.
  • Trilha de cinco minutos.
  • Esculpidos na rocha de arenito.
  • Lindo para ver o por do sol.

Legal demais todo o visual porque desde que você chega é lindo de ver as rochas.

POr do sol no Jalapão Pedra Fura
Pedra Furada – Jalapão

Em seguida, fomos para Ponte Alta no Tocantins, cidade que é considerada o Portal do Jalapão e nossa hospedagem na primeira noite.

Ponte Alta cidade que é o Portal do Jalapão.
Ponte Alta – Portal do Jalapão.

Segundo dia no Jalapão

Canion Sussuapara

  • Queda d’água de 12 metros por uma fenda estreita e paredões úmidos.
  • Propriedade particular.
  • Possui escadas de madeira com o intuito de chegar ao fundo do Cânion.

Infelizmente, não é possível entender a beleza desses paredões somente por fotos e, por isso, é preciso ir até lá. É, simplesmente, o mais bonito que vimos até o segundo dia e, portanto, um passeio que também consideramos imperdível.

Paredão na entrada do Canion Sussuapara
Paredão na entrada do Canion Sussuapara
Gruta ate chegar o Canion Sussuapara
Gruta no Canion Sussuapara
Canion Sussuapara com cachoeira dentro do canion.
Canion Sussuapara

Cachoeira do Lajeado no Jalapão

  • Queda de 15 metros em uma piscina natural.
  • Entrada sem custo.
  • Não é comum aparecer nos roteiros comuns das agências de turismo.

Por não ser uma propriedade particular, a cachoeira está com trilhas naturais sendo uma delas um pouco difícil, mas para nadar vale a pena.

Cachoeira do Lajeado no jalapão.
Cachoeira do Lageado – Jalapão

Cachoeira da Velha

  • É a maior cachoeira do parque.
  • Queda de 15 m e largura de 100 m.
  • Com passarela e mirante.
  • Não é permitido banho.

Simplesmente passar e tirar uma foto mas, sem dúvida, muito bonita.

Queda da Cachoeira da Velha no Jalapão
Cachoeira da Velha Jalapão

Prainha do Rio Novo

  • Um dos maiores rios de água potável do mundo.
  • Ponto de mergulho.
  • Próximo a Cachoeira da Velha.
  • Cuidado com a correnteza.

A correnteza é forte, mas vale a pena se refrescar em suas águas transparentes.

Rio da Prainha Rio Novo
Prainha do Rio Novo Jalapão

Dunas do Jalapão

  • Surgiram pela erosão de serras rochosas.
  • Variam de 200 a 400 metros de extensão.
  • Vista para serra do Espírito Santo, as veredas dos capim Dourados e os lagos.

Vale cada minuto que você passa no carro para chegar até lá porque é lindo ver o por do sol lá.

Dunas do Jalapão sendo excelente para ver o por do sol
Por do sol nas Dunas do Jalapão

Logo depois do espetáculo, seguimos para Mateiros, onde passamos a noite.

Terceiro Dia no Jalapão

Serra do Espírito Santo

  • Trilha de dificuldade média.
  • Distancia: 1,4 km (subida e descida), no entanto com cerca de 200 metros de desnível vertical (subida).
  • Platô de arábigo longo e reto, seguido por formação de pirâmides em uma das pontas, caminho de 5 km (ida e volta), apesar de existir uma placa informando que cada trecho são de 3 km.
  • Localizada ao lado das Dunas.
  • Nascer ou por do sol.
  • Esse é o único passeio que é cobrado a parte.

Passeio lindo e vale muito a pena acordar às três horas da manhã para ver o nascer do sol, após isso demos uma corrida nos 5 km para ver as dunas, mas o nascer do sol foi imbatível.

Nascer do sol na Serra do Espirito Santo
Serra do Espírito Santo Jalapão

Faça o download do GPX da trilha subida da Serra do Espírito Santo, no Jalapão.

Powered by Wikiloc

Faça o download do GPX da trilha até o Mirante da Serra do Espírito Santo, no Jalapão.

Powered by Wikiloc

Fervedouro dos Buritis

  • Da mesma forma que a maioria, está numa propriedade privada.
  • Leva esse nome em virtude de buritis no local.
  • Linda cor da água.
  • Custo: R$20,00 por 20 minutos.
Água no Fervedouro dos Buritis
Fervedouro dos Buritis

Comunidade Mumbuca no Jalapão

  • Povoado do município de Matadeiros.
  • Tem 165 moradores descendentes de escravos da Bahia.
  • Miscigenação entre índios e negros.
  • Expressão indígena “mumbuca” é devido a um tipo de abelha azul comum na região.
  • Homens e mulheres com papéis definidos, por exemplo: os homens cuidam da lavoura e as mulheres do artesanato.
  • Produzem peças artesanais de capim dourado e palha de buriti.

Visitamos mas, sinceramente, vimos artesanatos de Capim Santo mais bonitos em Palmas.

Fervedouro do Ceiça

  • Primeiro a ser divulgado ao público.
  • Recebe o mesmo nome do dono do fervedouro.
  • Tem uma nascente principal e pressão alta da água.
  • Fervedouro redondo e cercado por bananeira verde.
  • Custo: R$20,00 por 15 minutos.
  • Não tem restaurante.

Chamam demais atenção suas bananeiras e, sem dúvida, é linda a entrada do fervedouro.

Fervedouro do Ceiça no Jalapão
Fervedouro do Ceiça

Fervedouro do Rio Sono

  • Água mais gelada.
  • Poço mais quadrado e plataforma de madeira.
  • Tem restaurante de comida caseira.
  • Custo: R$20,00 por 20 minutos.

Como chegamos no período da tarde e, assim, conseguimos aproveitar mais e saímos na hora que cansamos de ficar na água.

No entanto, possui mosquitos e os peixes mordem.

Almoçamos nesse fervedouro, onde oferecem comida por quilo, mas é uma comida comum nada típico. Leia mais em onde comer no Jalapão.

Fervedouro Rio Sono Jalapão
Fervedouro Rio Sono

Fervedouro Encontro das Águas

  • É o mais forte e é muito difícil afundar.
  • Próximo ao encontro dos Rios Sono e Formiga.
  • Pequeno e cor da água não é azul.
  • Encontra-se fechado por tempo indeterminado por causa de risco de Covid-19, informado por uma placa na entrada.

Quarto dia no Jalapão

Cachoeira da Formiga

  • Uma das cachoeiras mais bonitas da região.
  • Água transparente.
  • Conforme já foi citado diversas vezes, também fica em Área particular.
  • Custo: R$25,00 podendo ficar o tempo que quiser.

A pressão da água é muito forte mas a cor da água compensa e é muito bonita. Além disso, é muito divertido nadar nela.

Cachoeira da Formiga no Jalapão
Cachoeira da Formiga

Fervedouro Buritizinho

  • Água de azul intenso e, do mesmo modo que a maioria dos fervedouros, transparente.
  • Nascente mais profunda de todos.
  • R$20,00 durante 20 min.

É um fervedouro pequeno, porém muito lindo, de água quente, e que de tanto que gostamos, só para exemplificar, até iríamos duas vezes no mesmo roteiro.

Fervedouro Buritizinho no Jalapão
Fervedouro Buritizinho

Fervedouro das Macaúbas

  • Água verde cristalina.
  • Custo: R$20,00 durante 20 minutos.

Logo que a sua perna afunda no fervedouro, você sente uma massagem pela pressão que é um pouco diferente dos outros.

Fervedouro Macaúbas Jalapão
Fervedouro Macaúbas

Fervedouro Puro Encanto

A pressão do fervedouro é bem pequena ao passo que você já afunda na hora que você entra.

É um fervedouro grande, e igualmente a maioria dos fervedouros, custa também R$20,00 por 20 minutos.

Fervedouro Puro Encanto Jalapão
Fervedouro Puro Encanto

Fervedouro Veredas

  • É o fervedouro mais novo da região.
  • Possui dois fervedouros.
  • Tem um restaurante em plataforma para ver o por do sol.
  • E um deck para entrar no primeiro fervedouro.

Portanto, se programem para ver o por do sol de lá que vale a pena.

Restaurante em plataforma Fervedouro Veredas
Restaurante em plataforma
Fervedouro Veredas por do sol
Por do sol no Fervedouro Veredas
Deck no Fervedouro Veredas
Deck no Fervedouro Veredas
Segundo Fervedouro Veredas
Segundo Fervedouro Veredas

Quinto dia no Jalapão

Fervedouro Bela Vista

  • Primeiramente,considerado o mais bonito do Jalapão.
  • Diâmetro: 15 metros.
  • Entrada por uma plataforma de madeira.
  • Com restaurante e pousada na propriedade, permitido ir a noite no fervedouro se você estiver hospedado.
  • Localizado em São Félix do Tocantins.
  • Custo: R$25,00 por 20 min.

Com uma estrutura e plataforma melhor que os outros, grande e com água azul clara e, similarmente a maioria, transparente.

A dica é que você pode se hospeda na pousada você pode ir nadar a noite no fervedouro, então pode tentar mais essa experiência.

Fervedouro Bela Vista Jalapão
Fervedouro Bela Vista Jalapão
Vista Geral do Fervedouro Bela Vista  Jalapão
Vista Geral do Fervedouro Bela Vista

Fervedouro Alecrim

  • Compete com o Bela Vista em tamanho.
  • Localizado em São Felix do Tocantins.
  • Custo: R$15,00 por 20 minutos.

Um fervedouro grande e, da mesma forma que o Bela Vista, possui uma boa estrutura.

Fervedouro Alecrim
Fervedouro Alecrim Jalapão

Cachoeira dos Araras

  • Queda d’água em um paredão verde.
  • Há restaurante para almoço.
  • Custo: R$45,00 sem tempo com o almoço incluído.

Além da cachoeira ser muito boa e o lugar lindo, almoçamos lá e a comida foi, com toda a certeza, a melhor do Jalapão.

Cachoeira das Araras Jalapão
Cachoeira das Araras Jalapão

Serra da Catedral

  • Fica entre os municípios de São Félix do Tocantins e Novo Acordo.
  • Possui uma fachada na pedra que lembra uma catedral.
  • Considerada pelo ICMBio-RPPN.

É uma parada rápida, com o intuito de apenas tirar algumas foto.

Serra Catedral Jalapão vista com o carro da excursão
Serra Catedral Jalapão

Poço Encantado

De todas as atrações, sem dúvida, esse é o único que tiraria do passeio! Quando fomos, estava com pouca água e depois que visitamos tantos lugares lindos, esse perde um pouco o encanto. Ainda assim, o Bigode conseguiu se divertir nas quedas d’água e gravou uns vídeos engraçados.

Cachoeira Poço Encantado Jalapão
Poço Encantado Jalapão

Caso você viaje para o Jalapão, ainda mais se você tiver alguns dias sobrando, leia sobre o que fazer em Palmas e Taquaruçu do Porto.

Você também pode gostar...

2 comentários

  1. […] Jalapão em 5 dias inesquecíveis […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.