Parque Estadual da Vila Velha ponta grossa
Brasil,Paraná

O que fazer em Ponta Grossa

Ponta Grossa é uma cidade que está localizada cerca de 120 km de Curitiba, com várias belezas naturais que encantam os visitantes, assim como toda a região dos Campos Gerais.

Antes de mais nada, a região de Campos Gerais é uma zona fitogeográfica natural, com campos limpos e matas galerias ou capões isolados de floresta ombrófila mista.

Apesar de não ser ainda conhecida, é rica em atrações turísticas, principalmente paisagens naturais.

A beleza da cidade está, principalmente, em suas cachoeiras e formações rochosas sendo que as que mais se destacam são os arenitos do parque estadual de Vila Velha e o Buraco do Padre.

Como chegar a Ponta Grossa

De carro, saindo de Curitiba a viagem levará em torno de duas horas, pela rodovia BR-376 toda duplicada e com pedágios mas que, no momento, estão desativados em busca uma nova concessão.

Indicamos você ir de carro, porque as atrações são distantes uma da outra e do centro da cidade e assim você terá uma maior mobilidade.

Quando ir a Ponta Grossa

Indicamos ir no verão para poder aproveitar melhor as cachoeiras, mas pode ser visitada durante todo o ano.

O que fazer em Ponta Grossa

Parque Estadual da Vila Velha

O ponto turístico mais famoso de Ponta Grossa, o Parque Estadual de Vila Velha, possui três atrações: Arenitos, Furnas e Lagoa Dourada.

O parque conta com centro de visitantes, banheiros, lanchonetes em todas as atrações, estacionamento e, por fim, loja de souvenires. Oferece um acesso fácil com trilhas limpas que podem ser feitas a pé, de bicicleta e, além disso, o parque possui ônibus que transporta os turistas. Há placas com seus horários de retorno em todos os pontos de ônibus.

Tudo é lindo no parque, mas a parte mais formosa são as formações rochosas chamadas Arenitos. Lá, eles possuem vários formatos diferentes como por exemplo taça, o camelo, gato, entre outros. Para passear entre as formações, há duas trilhas calçadas, de fácil acesso, entre as pedras (trilha dos Arenitos e trilha do Bosque) e que, por fim, totalizam 2,5 km de caminhada.

Parque Estadual da Vila Velha ponta grossa
A Taça um dos principais símbolos do parque

Após isso, pegue o ônibus e siga paras as Furnas, são grandes poços, só para ilustrar, com vegetação exuberante e água no seu interior, que é vinda de um lençol subterrâneo. Dista a 6 km dos arenitos por estrada e duas furnas mais profundas do Paraná são acessíveis à visitação (Furnas 1 e 2), com até 100 metros de profundidade.

furnas ponta grossa
Furna

A Lagoa Dourada, que leva esse nome em virtude de sua coloração dourada que suas águas adquirem quando refletem a luz do sol.

lagoa dourada ponta grossa
Lagoa Dourada

Para as pessoas mais aventureiras o parque ainda conta com arvorismo (R$42,00) e tirolesa (R$64,00).

Horário de Visitação: de quarta à segunda (fechado as terças), 9:00 às 17:00.
Atenção: O Parque fecha ao atingir a capacidade máxima de 800 pessoas por dia com o intuito de preservar o local. Por isso, aos finais de semana e feriados, melhor chegar cedo e, se possível, chegar até as 13:00 para conhecer todas as atrações.
Valor da entrada: R$49,00 para conhecer todas as atrações.

Buraco do Padre

Buraco do Padre é simplesmente lindo e com toda a certeza deve entrar no seu roteiro!  É uma caverna vertical (furna) com aproximadamente 40m de profundidade visível, de onde sai uma cascata com 30 metros de altura e, sem dúvida alguma, impressiona com sua beleza. A cavidade natural também é o habitat natural do Andorinhão-de-coleira-falha, ave símbolo do Parque.

Fica a 30 km de Ponta Grossa, no distrito de Itaiacoca, sendo 22 de asfalto e 8 km de estrada de terra. Ganhou esse nome, porque os padres jesuítas iam até o local em busca de refúgio para meditação e práticas religiosas.

A trilha que leva até à cachoeira garante acessibilidade a todos os visitantes já que é uma passarela de madeira.

Buraco do Padre ponta grossa
Buraco do Padre

Fenda da Freira fica no mesmo parque no entanto e é acessível através de uma trilha paralela de onde há um outro caminho para o topo do Buraco do Padre. A visita é guiada e as explicações são muito interessantes.

São aproximadamente 300m de um corredor arenoso estreito entre paredões esverdeados revestidos por musgos e liquens naturalmente esculpidos pela ação do tempo, onde só se pode visitar os primeiros 100 metros pois, após isso, a Fenda é estreita, somente sendo possível a passagem se escalar.

fenda da freira ponta grossa
Fenda da Freira

Além da trilha principal, existem não apenas outras trilhas mas também também áreas de escalada, churrasqueiras, casa sede e lanchonete e venda de lembranças do parque.

Horário de Visitação: Durante o verão, o parque abre quarta a domingo e feriados 9:00 ás 16:30.
Valor da entrada: R$48,00 Buraco do Padre e R$40,00 a Fenda da Freira.

Pontos turísticos da cidade de Ponta Grossa

As atrações urbanas de Ponta Grossa possui algumas praças e monumentos. As principais são:

Praça Barão do Rio Branco – Localizada bem no centro da cidade, a praça central de Ponta Grossa é um bom lugar para relaxar entre as árvores e

Catedral Sant’Ana – construída em 1823, com arquitetura moderna e arredondadas, sendo lindo de ver seus vitrais. Em volta é possível apreciar algumas construções tombadas como Patrimônio Cultural do Paraná, como por exemplo o prédio do antigo Fórum e o edifício Guilherme Naumann.

Igreja sagrado Coração de Jesus – Construída em 1898, ficou conhecida como Igreja dos Polacos, por ter sua história ligada a imigração polonesa.

Igreja sagrado Coração de Jesus
Igreja sagrado Coração de Jesus

Antigas estações de trens reformadas

Casa da Memória – É um museu com exposição que conta a história da cidade, localizado foi a primeira estação ferroviária de Ponta Grossa e, nesse sentido, em sua frente há uma antiga Maria Fumaça, que foi restaurada recentemente.

Horário de Visitação: segunda a sexta, das 9h às 17h e a entrada é gratuita.

Casa da Memória ponta grossa
Casa da Memória

Estação Saudade – a Estação São Paulo – Rio Grande foi inaugurada em 1900 e mantém suas características do seu prédio original preservadas até hoje. Além disso, o prédio foi tombado como Patrimônio Cultural do Paraná e atualmente abriga a unidade do Sesc Estação Saudade, bom para tomar café.

sesc estação saudades
Sesc Estação Saudades

Mosteiro da Ressurreição – fundado em 1981 e tornou-se conhecido, principalmente, pelo canto gregoriano. O local tem uma loja, onde os monges vendem produtos artesanais como por exemplo conservas, licores, velas, peças em cerâmicas, pinturas, entre outros. Também é possível se hospedar no Mosteiro, mediante agendamento prévio.

Horário de Visitação: aberto todos os dias e a entrada é gratuita.

Mansão Vila Hilda – construída em 1926 por Alberto Thielen, comerciante e figura de destaque da cidade. O nome foi dado em homenagem à sua esposa, Hilda Thielen.

Tombado como Patrimônio Cultural do Paraná desde 1990. Arquitetura com influência francesa neoclássica e art-nouveau e, desse modo, o interior da mansão tem pinturas que retratam paisagens europeias e locais.

Horário de Visitação: aberta de segunda a sexta, das 8h às 18h.

Mansão Vila Hilda
Mansão Vila Hilda

Shopping Paladium – ótimo local para passear a noite ou quando tiver um tempo livre na cidade pois é de fácil acesso e possui muitas lojas conhecidas.

Shopping Paladium ponta grossa
Shopping Paladium

Outras Dicas

Para quem tiver mais dias e tempo na cidade também indicamos.

Cânion São Jorge e Cachoeira do Rio São Jorge

O Cânion São Jorge é uma propriedade particular com diversas quedas d’ água de tal forma que o destaque é a cachoeira São Jorge, com 30 metros de altura. Além disso, o local possui também áreas para banho, banheiro, camping, lanchonete e penhascos propícios à prática de rapel.

Fica a 18 km do centro da cidade, sendo 10 km de asfalto, 8 km de terra um pouco ruim e, para chegar, é melhor usar um GPS pois é um pouco difícil de encontrar o caminho.

Horário de Visitação: todos os dias das 9h às 21h.
Valor da entrada: R$20,00 por pessoa para passar o dia/ R$40,00 por pessoa para acampar e almoço R$47,00.

Cachoeira da Mariquinha

A Cachoeira da Mariquinha (site) é uma queda d’água com aproximadamente 30 metros de altura e seu poço forma uma piscina natural e possui um banco de areia ao seu redor. Da mesma forma que a Cachoeira do Rio São Jorge, também está localizada dentro de uma de uma propriedade particular a cerca de 35 km do centro da cidade de Ponta Grossa.

Saindo do estacionamento, percorrerá uma trilha de 900 metros em meio a mata nativa e dessa maneira levará no máximo 15 min até a Cachoeira. No local, tem área de camping, banheiro e lanchonete.

Fica a 35 km do centro de Ponta Grossa, sendo 24 km de asfalto e 11 km de estrada de terra.
Horário de Visitação: De terça a domingo e todos os feriados, das 9h às 19h.
Valor da entrada: R$25,00 para visitação por pessoa e R$40,00 camping. Proibida e entrada de animais.

Balneário Capão da Onça

Capão da Onça (site e facebook) é um balneário composto por várias quedas d’água e corredeiras a maior delas com 6 metros de altura. Além das cachoeiras há corredeiras e piscinas naturais que formam prainhas ao longo do Rio Verde.

Banhado pelo rio Verde e encontra-se a 15 km do centro de Ponta Grossa, em direção ao distrito de Itaiacoca. Sua denominação é originária da vegetação existente, e do fato de que há muito tempo atrás uma onça foi encontrada e morta no meio de seus campos.

O local possui estacionamento, quiosques com churrasqueiras, banheiros, camping e lanchonete.

Fica a 15 km do centro, sendo 13,5 km de asfalto e 1,5 km de terra.
Horário de Visitação: todos os dias das 9:00 ás 18:00.
Valor da entrada: R$20,00 reais por pessoa/ R$40,00 reais por pessoa no camping e crianças até 12 anos não pagam.

Onde comer em Ponta Grossa

Boteco da Visconde

Boteco da Visconde (instagram) é um lugar descontraído ótimo para encontrar amigos e comer uma bela feijoada aos sábados. Onde adoramos e indicamos o local. Com uma decoração divertida com vários objetos antigos na parede e petiscos deliciosos, vale a pena passar para conhecer.

Boteco da Visconde, em Ponta Grossa
Boteco da Visconde, em Ponta Grossa

Você também pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.